×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 62

AGLP e Porto Editora

Porto / Santiago de Compostela, 23 de julho de 2010

 A Porto Editora e a Academia Galega da Língua Portuguesa assinam um Protocolo de Cooperação que explicita, entre as atividades a desenvolver «a divulgação das respetivas atividades, nomeadamente as relacionadas com a difusão de produtos de valor cultural, com especial atenção ao português europeu, em que se insere a variedade galega», e «a incorporação progressiva nas bases de dados da Porto Editora dos conteúdos da norma galega do português, nomeadamente no relativo ao léxico, semântica, sintaxe e fraseologia».

Léxico da Galiza já foi incorporado ao Vocabulário Ortográfico da Porto Editora em outubro de 2009, consultável na Infopédia. O Acordo inclui a atualização regular deste léxico e a elaboração das suas definições, que serão integradas no Dicionário da Língua Portuguesa e outras publicações.

A responsabilidade deste trabalho corresponde à Comissão de Lexicologia e Lexicografia da Academia Galega da Língua Portuguesa, coordenada pelo professor António Gil Hernández. O Presidente da Academia Galega, Professor Doutor José-Martinho Montero Santalha, salientou a relevância da colaboração com a Porto Editora como «passo importante no reconhecimento internacional da variedade galega do português, e no fortalecimento das relações culturais luso-galaicas».

A Porto Editora é a maior editora portuguesa, com um catálogo diversificado nas áreas da Educação, Referência e Literatura, e da edição digital de conteúdos educativos.

A Infopédia constitui a maior base de conteúdos online em língua portuguesa e encontra-se estruturada em duas grandes áreas: 19 Dicionários (de Língua Portuguesa, bilingues, de verbos e especializados) e Enciclopédia, sendo um serviço indispensável como instrumento de estudo e de trabalho.

Mais informação:

Publicado em Info Atualidade

 Guia Prático Acordo Ortográfico

Diploma estabelece um período de transiçom de seis anos

PGL - PS, PSD, Bloco de Esquerda e sete deputados do CDS fizérom com que a votaçom do Acordo Ortográfico na Assembleia da República portuguesa decorresse ontem sem supresas de última hora.

Os deputados do PCP e Verdes optárom pela abstençom, bem como três deputados do PP. Na contra apenas houvo votos individuais, embora significativos, como o caso de Manuel Alegre. Alguns outros deputados pedírom escusa da votaçom.

O protocolo aprovado ontem prevê a inclusom de Timor-Leste no âmbito do Acordo, e define um período de seis anos para a entrada em vigor em todos os países de língua oficial portuguesa desde que três o tenham ratificado (bem como este novo protocolo adicional).

O ministro da Cultura, Pinto Ribeiro, mostrou-se muito contente ao final da votaçom, rejeitando que o Governo tivesse feito «ouvidos de mercador» às mais de 33 mil assinaturas do abaixo-assinado contra o Acordo, salientando que o novo Acordo vai ajudar a afirmar a língua portuguesa no mundo.

Só resto agora a assinatura por parte do presidente da República para terminar a ratificaçom do mesmo.

Porto Editora lança dicionário com 'dupla grafia'

Entretanto esse diploma era aprovado na Assembleia da República portuguesa, a Porto Editora lançava um novidoso dicionário com 'dupla grafia', em que recolhe «o que havia antes e o que vem depois do novo Acordo».

A obra opta por manter a grafia actual com a remissom para a nova naquelas palavras que se alteram conforme o Acordo Ortográfico de 1990.

A acompanhar o novo dicionário vem um Guia Prático, que explica com exemplos as diversas alteraçons introduzidas pela nova reforma ortográfica.

Fonte original:

[Atualização a 29 de Julho de 2008]

Mais info:

Publicado em Info Atualidade

«Seria muito vantajoso que o galego fosse considerado
uma variedade  do português»

AGLP / PGL - Nesta quarta entrevista, na sequência das já publicadas pela AGLP em colaboração com o PGL , a professora Margarida Costa, da Porto Editora , apresenta os produtos da editorial e manifesta-se a favor da defesa das variedades dentro da língua portuguesa.

A entrevista começa por apresentar a Porto Editora: «É a maior editora no mercado de língua portuguesa. É a que tem maior representatividade» com a publicação de dicionários de diversas línguas como o russo, o polaco, o sueco, etc. «Por outro lado estamos implementados em África, em Angola e Moçambique através da Plural Editores» e «temos várias parcerias com editoras europeias e brasileiras» pelo que a Porto Editora está bem representada «em termos não só nacionais mas também no mercado internacional».

A professora falou a seguir do Grande Dicionário, objeto da sua apresentação no II Seminário de Lexicologia da AGLP e destacou, entre outras publicações, o conhecido Dicionário da Língua Portuguesa, que acompanha a editora desde a sua fundação.

Tendo em conta o incremento de procuras através da Internet, a Porto Editora oferece dentro dos seus produtos informáticos o portal Infopédia, que reune as páginas de vinte e um dicionários prontos para consulta.

O Acordo Ortográfico é visto como uma oportunidade para renovar os produtos da empresa. A editora aproveita o periodo de transição para oferecer um serviço de orientação ao usuário, fornecendo a forma que as palavras tinham e, ao lado, a forma atual.

Margarida Costa mostrou-se a favor de Portugal reforçar uma posição ativa na área da expansão da língua e a cultura portuguesa, no investimento em educação e no reforço das variedades linguísticas «por exemplo, através da publicação desse Vocabulário Ortográfico Comum que tanto aguardamos».

«Tendo em conta a proximidade entre Portugal e a Galiza, mais o Norte de Portugal com a Galiza, é uma ligação muito forte, muito estreita, tanto a nível cultural como a nível linguístico, eu penso que considerar o galego como uma variedade do mesmo idioma só traria vantagens. Todos sabemos que tendo a mesma língua, se trabalharmos com a mesma língua, se nos comunicarmos na mesma língua todas as relações comerciais e culturais seriam facilitadas. Portanto, seria muito vantajoso para ambos que o galego fosse uma variedade do mesmo idioma, como é a variedade brasileira, a variedade angolana, a variedade portuguesa».

A professora Margarida Costa acabou por desejar a pronta elaboração e publicação do Vocabulário Ortográfico Comum precisamente para poder aglutinar num único texto todas as variedades idiomáticas e elaborar sobre essa base os futuros textos pedagógicos da língua portuguesa.

segunda-feira, 02 agosto 2010 02:00

II Seminário de Lexicologia da AGLP

A Academia Galega da Língua Portuguesa organiza o II Seminário de Lexicologia, que terá lugar em Santiago de Compostela o dia 25 de setembro de 2010.

Está confirmada a participação das academias portuguesa e brasileira, além da Porto Editora e a Priberam Informática.

Além de facilitar o intercâmbio de informações, o evento servirá também para a apresentação de novidades editoriais.

A participação no evento requer inscrição prévia no endereço secretaria[@]academiagalega.org. Os interessados devem indicar nome completo, instituição que representam, endereço de correio e telemóvel de contato.

Mais informação:

segunda-feira, 20 setembro 2010 09:00

Programa do II Seminário de Lexicologia

Academia Galega da Língua Portuguesa

A Academia Galega da Língua Portuguesa organiza o II Seminário de Lexicologia, que terá lugar em Santiago de Compostela o dia 25 de setembro de 2010. Está confirmada a participação das academias portuguesa e brasileira, além da Porto Editora e a Priberam Informática.

Além de facilitar o intercâmbio de informações, o evento servirá também para a apresentação de novidades editoriais. A participação no evento requer inscrição prévia no endereço secretaria[arroba]aglp.net. Os interessados devem indicar nome completo, instituição que representam, endereço de correio e telemóvel de contato.

II SEMINÁRIO DE LEXICOLOGIA
Academia Galega da Língua Portuguesa
PROGRAMA

Data: 25 de setembro de 2010

Lugar: Fundação Caixa Galicia. Rua do Vilar, 19, Santiago de Compostela

Horário:

9.30 Receção aos participantes e entrega de materiais

10.00 Primeira sessão: O papel das Academias

12.00 Segunda sessão: Situação do ensino do português

14.00 Jantar

16.30 Terceira sessão: Dicionários e vocabulários

18.30 Quarta Sessão: Lexicologia e Lexicografia

20.00 Encerramento do Seminário

Destinado a professores, investigadores e estudantes de língua

Inscrição: Indicar nome, profissão e endereço de contato.

Quota normal: 30 euros. Quota reduzida: 15 euros (estudantes e desempregados)

Enviar correio a: secretaria[arroba]academiagalega.org. Telefone: (34) 667628090 Fax: (34) 981811967

Entidades participantes:

Oradores:

  • António Gil Hernández, Secretário da Comissão de Lexicologia e Lexicografia da AGLP
  • Carlos Amaral, Administrador da Priberam Informática
  • Evanildo Bechara, Representante da Academia Brasileira de Letras
  • Fernando V. Corredoira, Comissão de Lexicologia e Lexicografia da AGLP
  • Helena Figueira, Responsável pelo Dicionário Priberam
  • João Malaca Casteleiro, da Academia das Ciências de Lisboa (ACL)
  • José-Martinho Montero Santalha, Presidente da Academia Galega da Língua Portuguesa
  • Joseph Ghanime, Vice-Presidente da Associação Docentes de Português na Galiza
  • Margarida Costa, Departamento de Dicionários da Porto Editora
  • Margarita Correia, Vice-Presidente do Instituto de Linguística Teórica e Computacional
  • Raúl Rosado Fernandes, Representante da Academia das Ciências de Lisboa
  • Samuel Rego, Representante do Instituto Camões na Galiza
  • Valentim Rodrigues Fagim, da Academia Galega da Língua Portuguesa e Presidente da AGAL

PROGRAMA

9:30 Abertura do secretariado e entrega de materiais.

1ª SESSÃO: O papel das academias. Moderador: Ângelo Cristóvão

10:00 José-Martinho Montero Santalha (AGLP)

10:20 Raúl Rosado Fernandes (ACL)

10.40 Evanildo Bechara (ABL)

11.00 Debate

11.30 Pausa para café

2ª SESSÃO: Situação do ensino da língua. Moderador: José Paz Rodrigues

12:00 Samuel Rego (Instituto Camões): «A ação do Instituto Camões no Mundo»

12:20 Joseph Ghanime (DPG): «Situação do ensino do português na Galiza»

12:40 Valentim R. Fagim (AGLP) «Do Ñ para o NH: Pedagogia do ensino do português na Galiza»

13:00 Debate

13.30 Fim da sessão da manhã

14:00 Jantar

3ª SESSÃO: Ferramentas linguísticas. Moderadora: Concha Rousia

16:30 Margarida Costa (Porto Editora): «O Grande Dicionário da Língua Portuguesa»

16:50 Carlos Amaral (Priberam): «FliP, 15 anos a dar a volta ao texto»

17:10 Margarita Correia (ILTEC): «O Portal da Língua Portuguesa e seus recursos»

17:30 Helena Figueira (Priberam): «Dicionário Priberam da Língua Portuguesa»

17:50 Debate

4ª SESSÃO: Lexicologia e Lexicografia. Moderador: Joám Evans Pim

18:30 João Malaca Casteleiro (ACL): «O uso do hífen segundo o novo Acordo Ortográfico»

18:50 António Gil Hernández (AGLP): «Sobre léxico da Galiza: Critérios»

19:10 Fernando V. Corredoira (AGLP): «A recuperação do léxico galego no Sempre em Galiza de Castelão»

19:30 Debate

20:00 Encerramento do Seminário, com José-Martinho Montero Santalha (AGLP), Raúl Rosado Fernandes (ACL), Evanildo Bechara (ABL) e João Malaca Casteleiro (ACL).

Mais informação: