quarta-feira, 19 fevereiro 2020 19:51

Carvalho Calero e a renovação pedagógica do Colégio Fingoi

O académico da AGLP Ramom Reimunde Norenha pronunciou esta palestra na terça-feira, 14 de janeiro, no salão da Deputação Provincial de Lugo.

 

 

Introdução.-

O primeiro é dar os parabéns a todos porque já estamos no ano em que por fim se dedica o Dia da Letras Galegas a D. Ricardo Carvalho Calero, e este de hoje é um dos primeiros atos comemorativos. Será todo um ano de homenagens a quem o merece.
Será também um ano intelectualmente polémico, porque cada quem quererá adaptar o homenageado às suas posições políticas e linguísticas. Se quiseram assimilar e minimizar Castelao no 86 e desde 1950, como não o iam fazer com o seu correligionário galeguista? Estão preparando-se homenagens, reedições das suas obras e sobre o autor (aqui mesmo nesta casa se imprimirá o novo Cativeiro de Fingoi, da mão de Joám Ramiro Cuba, que é garantia de bem fazer, onde se explica tudo o que fez D. Ricardo em Lugo durante quinze anos, e em Laoivento o magnífico livro de Martinho Montero ampliado), uma biografia em Ir indo de Paulo Mirás, banda desenhada da AGAL e mesmo congressos e festas. Cousas veremos! Todo um ano de celebrações à altura do mais importante linguista e estudioso da literatura galega do século passado. E não só, porque como escritor cultivou todos os géneros literários com grande qualidade.

 

Ligação para descarga abaixo.

 

Ler 174 vezes