Membros Numerários

Membros Numerários (32)

Brea Hernández, Ângelo José (1968)

Ângelo José Brea Hernández

Nasceu em Santiago de Compostela. Licenciado em Filologia Hispânica pela Universidade de Santiago de Compostela (1991) e em Filologia Galego-Portuguesa pela Universidade da Crunha (1992), é diplomado em Estudos Portugueses pela Universidade de Lisboa. Seguiu os cursos de doutoramento sobre "Teoria da literatura e literatura comparada" na Faculdade de Filologia de Santiago (1992-1993). Como professor titular, ministra aulas de Língua galega e Literatura. Defendeu com nota de sobresaliente a memória de Licenciatura: Os descordos galegoportugueses (Exame do córpus, critérios de classificação e análise comparativa com os descordos provençais e franceses) (1998).

Participou no II Congresso Internacional da Língua Galego-Portuguesa na Galiza (Ourense, 1987); coordenador, no I Encontro de Estudantes e Intelectuais da Galiza e Portugal. Encontro da Lusofonia (Ourense, 1988); coordenador, no I Encontro da Lusofonia (Casa do Brasil, Madrid, 1988); no Seminário sobre Orientações Actuais da Teoria da Literatura (Universidade do Minho, 1988); no Simpósio Celso Emílio Ferreiro (Santiago de Compostela, 1989); no 2.o Encontro de Jornalistas e Escritores da Bairrada (1989); responsável do seminário Sociolinguística e didáctica da língua, na VI Escola Europeia de Verão (Santiago de Compostela, 1990); na Audition internationale sur la Planification Linguistique (Ourense, 1991); no Seminário de Filosofia e Cultura Lusófona (Aljustrel, 1991); secretário e coordenador geral, no I Congresso Internacional de Literaturas Lusófonas (1991); no I International Seminar on Language Planning (Santiago de Compostela, 1991); no Simpósio Internacional Mulher e Cultura (Universidade de Santiago, 1992); secretário e coordenador geral, no Congresso Internacional da Língua Portuguesa no Mundo (Universidade de Santiago - Universidade do Minho, 1992); no Simpósio Internacional O Cantar dos Trovadores" (1993); Secretário Geral, no Congresso Internacional de Língua, Cultura e Literatura Lusófonas (Santiago de Compostela, 1994); como secretário e coordenador geral, no III Congresso Internacional de Literaturas Lusófonas (Santiago de Compostela, 1995); no Encontro Galego no Mundo – Latim em pó (Santiago de Compostela, 2000), entre outros.

Além de artigos em diversas publicações, publicou: Livro do Caminho, poemário, in Cadernos do Povo, Pontevedra-Braga, 1989; «Poemas» in Mátria da Palavra. Antologia de poetas galego-lusófonos, Cadernos do Povo, n.o 15-18, 1990, pp. 56-59; Diário de um poeta maldito, de José Fernandes, na coleção de poesia 5+2 = 8 e Aos 4 ventos, Pontevedra, 1994. (25 exemplares numerados e assinados pelo autor); O país dos nevoeiros, (poemas I-XX) in Antologia de Poesia Lusófona, Cadernos do Povo, n.o27-34 (1993-1994), Pontevedra-Braga, pp. 243-270; Queixumes dos Pinheiros e outros poemas de Eduardo Pondal, in Cadernos do Povo, 1996: «Temas da poesia de Eduardo Pondal», pp. VII-XXXVII; edição de Queixumes dos Pinos de Eduardo Pondal, em versão portuguesa, anotada e comentada, pp. 5-167; Edição anotada e versão portuguesa de Cantares Galegos, de Rosalia de Castro, in Cadernos do Povo, 1999; O país dos nevoeiros, col. Espiral Maior, Crunha, 2005.

Ler mais ...

Barbosa Álvares, José Manuel (1963)

José Manuel Barbosa Álvares

Nado em Ourense, é Diplomado em Professorado de Ensino Geral Básico pela Escola Universitária de Formação do Professorado de Ensino Geral Básico da Universidade de Santiago de Compostela, na especialidade em Ciências Humanas no ano 1984. Fez estudos de história na UNED de Ourense. Exerce como Professor de Educação Física.

Desenvolve as tarefas de professor de Galego e Educação Física, desde 1992, como funcionário da Junta de Galiza, e de professor nos cursos de Língua, Literatura, História, Arte e Cultura Galegas organizados pela Universidade de Vigo e/ou a AGAL. Participa em Cursos e Simposia, em Mesas Redondas e “Auditions”, em Seminários e Congressos e outras atividades organizados pelas Universidades Galegas e/ou pela AGAL.

Faz parte do Clube [email protected] Poetas [email protected], que fez recitais em Ponte Areias, Ourense, Vigo, Verim, Ginzo, Crunha, Compostela, Carvalhinho, Porrinho, Riba d’Ávia. Quiroga, A Rua... Pertence à AGAL desde 1984, na qual foi Coordenador Local e Regional (2001-2006), Coordenador Nacional Territorial (2006-...) e Membro do Conselho (2006-2009). É integrante do Conselho Consultivo do MIL (Movimento Internacional Lusófono) e do IGEC (Instituto Galego de Estudos Celtas) como diretor administrativo.

É autor de artigos no Jornal La Región (Ourense) desde 1980; de artigos, recensões, estudos, poesia, narrativa na revista Agália; de textos postados no Portal Galego da Língua. Para além, tem publicado Curso prático de Galego (1999), Ed. AGAL; Âmago/Mágoa (2002), Ed.Baía, em parceria com Roi Brás; Bandeiras da Galiza (2006), Ed. AGAL; Atlas Hstórico da Galiza (2008), Sant Cugat del Vallès, Edições da Galiza. Polifona.

Ler mais ...

Álvarez Cáccamo Celso (1958)

Celso Álvarez Cáccamo

Natural de Vigo, formou-se academicamente na Galiza, na Catalunha e nos Estados Unidos: na Universidade de Santiago de Compostela (1975-1978), na Universitat Central de Barcelona (1978-1980, onde obteve a Licenciatura em Filologia Hispânica), na State University of New York at Buffalo (1982-1983, onde obteve o Máster em Língua e Literatura Espanhola) e na University of California at Berkeley (1983-1990, onde obteve o título de Doutor em Sociolinguística e Antropologia Linguística). É também Doutor em Filologia Hispânica.

Desde 1991 é professor de Linguística na Faculdade de Filologia da Universidade da Crunha. Em 1998 foi convidado como professor visitante no Departamento de Espanhol e Português da Universidade da Califórnia em Berkeley.

Tem diversas publicações em português e inglês sobre sociolinguística, glotopolítica, variação linguística, análise do discurso e análise da conversa em revistas especializadas e volumes internacionais. Participou em projetos interdisciplinares sobre análise do discurso público nos meios de comunicação e sobre a interação no contexto educativo. Foi conferencista convidado na Universidade de Massachussets em Amherst (EUA), na Universidade Autónoma de Madrid, na Universidade de Santiago de Compostela, na Universidade de València, e na City University of New York, e participou em congressos e simpósios internacionais de linguística, sociolinguística, pragmática e antropologia.

Conta com mais de 160 colaborações sobre língua, cultura, política e sociedade em publicações periódicas e lugares digitais da Galiza, Portugal, Brasil e a Espanha. Foi fundador e gestor das listas de discussão eletrônica: Code-Switching e Socioling*. Leva também os lugares web Çopyright-pensamento, crítica e criação e Versão Original, que contém material audiovisual e documentos digitalizados sobre o debate linguístico na Galiza.

No âmbito da criação literária, publicou o livro de poesia Os distantes (Espiral Maior, 1995) e colaborou em vários volumes coletivos, entre eles Escolma de familia. Cen anos de poesía (Edicións Xerais de Galicia, 2000) e Poemas ao pai (Espiral Maior, 2008). Pode encontrar-se mais informação, assim como versões gratuitas das suas publicações e escritos, no site http://www.udc.es/dep/lx/cac.

* Mais de 130 membros.

Ler mais ...

Alonso Estraviz, Isaac (1935)

 Isaac Alonso Estraviz (*)

É o primeiro vice presidente da Academia Galega da Língua Portuguesa, membro da Comissão de Lexicologia e Lexicografia, e do Conselho de Redação e Administração do Boletim da AGLP.

Nado em Vila Seca (Ourense), é Licenciado em Filosofia pela Universidade de Comilhas (1973), em Filosofia e Letras pela Complutense de Madrid (1974) e na mesma universidade em Filologia Românica (1977). Diplomado em Cultura e Língua Portuguesas pela Universidade de Lisboa (1976). Doutor em Filologia Galega pela Universidade de Santiago de Compostela (1999) com a tese O Falar dos Concelhos de Trasmiras e Qualedro.

Entre 1975 e 1977 foi professor de Língua e Literatura Galegas no Ateneu de Madrid e desde entom até 1984 desempenhou o mesmo labor na Irmandade Galega-Lôstrego da capital do Estado. Como Professor de Bacharelato percorreu várias vilas e cidades galegas (A Rua, Ferrol, Ponte Vedra, Pontedeume, Santiago, Vigo, Corunha, Ordes) até obter destino definitivo no Instituto Otero Pedraio de Ourense em 1987. Em 1986, assistiu como observador ao Encontro sobre Unificação Ortográfica da Língua Portuguesa (6-12 Maio de 1986) no Rio de Janeiro. De 1990 a 1992, Professor Associado da Universidade de Vigo. Desde 1992-94 é Professor Titular de Didática da Língua e Literatura Galegas na Universidade de Vigo, em Ourense e Ponte Vedra. De 1994 a hoje, só  em Ourense. É membro da Comissão Linguística da Associaçom Galega da Língua e do Conselho de Redação da Revista Agália.

Tem publicado: Contos con reviravolta: arando no mencer (1973), Lugo, Castrelos; Dicionário galego ilustrado "Nós" (1983), Crunha, Nós; Dicionário da língua galega (1986), Madrid, Alhena; Estudos filológicos galegoportugueses (1987), Madrid, Alhena; Dicionário da língua galega (1995), Barcelona, Sotelo Blanco; Os intelectuais galegos e Teixeira de Pascoães: epistolário (2000), Sada, Ed. do Castro, em colaboração com Eloísa Álvarez da Universidade de Coimbra.

Colaborou nos seguintes livros coletivos: Misal galego com o Ritual dos Sacramentos e uma antologia das principais orações do fiel cristão (1968), O estatuto de Galiza. Antecedentes e comentarios (1975, sob o pseudónimo Isaac da Bougueira); Mapa de Galicia (1979); Estudo crítico das Normas ortográficas e morfolóxicas do idioma galego (1983); Prontuário ortográfico galego (1985); Guia prático de verbos galegos conjugados (1988); Uso das línguas na perspectiva peninsular (1993); Seis Projectos de Expressom Artística Globalizada, para crianças de 6-8 anos (2002).

Traduziu, para a editora Sept, de Vigo, Os Salmos (1966); Joám XXIII, Pacem in terris; Paulo VI, Populorum progressio (1968); Concilio Vaticano II, A eirexa no mundo moderno (1973); Risco, Vicente, O problema político de Galiza (1976).

Tem colaborado em revistas, como Grial, Boletim de Filologia de Lisboa, Agália, O Ensino, Nós (Revista Internacional Galego-Portuguesa de Cultura), Temas de Linguística e Sociolinguística, Cadernos do Povo, Encrucillada, Raigame, Revista de Guimarães, A Nosa Terra.

(*) Fotografia: www.aelg.org | Autoria: Santos-Díez (Ollo de Vidro-ACAB) (2009).

Ler mais ...
Assinar este feed RSS
×

Sign up to keep in touch!

Be the first to hear about special offers and exclusive deals from TechNews and our partners.

Check out our Privacy Policy & Terms of use
You can unsubscribe from email list at any time