Categoria: Info Atualidade Visualizações: 1385

No próximo dia 26 de maio terá lugar em Lisboa o evento "Cantar-te-ei/ Dia das Irmandades da Fala". O ato decorrerá no Centro Nacional de Cultura, entidade com que a Academia tem assinado um protocolo de colaboração.

O encontro contará com a presença e intervenções do presidente do centro, Guilherme d’Oliveira Martins, os impulsionadores do evento, Pedro Saraiva e Pedro Teixeira da Mota, o presidente do MIL-Movimento Internacional Lusófono, Renato Epifânio, o leitor de galego do Centro de Estudos Galegos da Universidade de Lisboa, Isaac Lourido, e a delegada da Academia em Lisboa, Maria Dovigo, que se debruçaram sobre diversos aspetos da obra de Rosalia, a sua projeção em Portugal e no espaço lusófono e a atualidade do seu legado dentro da Galiza.

No evento estarão também o poeta português Samuel Pimenta, presidente da Literarte em Portugal, e o poeta moçambicano Delmar Maia Gonçalves, presidente do CEMD-Círculo de Escritores Moçambicanos na Diáspora, que lerão uma seleção de poemas de Rosalia.

A homenagem a Rosalia tem vários objetivos: efetivar os compromissos assumidos pela Academia Galega da Língua Portuguesa na assinatura dos protocolos com entidades lusófonas, divulgar a obra de Rosalia como parte integrante do grande legado da literatura em língua portuguesa, disponibilizar para o grande público as edições dos clássicos feitas pela academia, acessíveis agora em pdf, e marcar uma data de homenagem à língua portuguesa na sua vertente lírica em mês de tanta tradição na Galiza como é o de maio, com esse duplo significado que está contemplado no título do evento: o aniversário da publicação dos Cantares Galegos em 1863 e a fundação das Irmandades da Fala em 1916.