Membros Numerários

Membros Numerários (36)

Castelo Lestom, Maria José, (1977)

FORMAÇÃO

USC 1995-2000
Curso em Ciencias Políticas e da Administração, na
especialidade de Relações Internacionais.
 
USC 1999-2000
Curso em Direito e Instituições da União Europea-Curso Jean
Monet
 
USC 2000-2001
Módulo Jean Monet: Integração europeia e Direitos
fundamentais
 
USC 2001-2002
Post-graduada en Economía do Sector Pesqueiro
 
USC 2001-2002
Comercio internacional: Soluções práticas na empresa
 
Cambridge English 2006
Título English Proficiency
 
Institut français de Espanha 2012
Diplôme Approfondi de Langue Française
 
Faculdade de Letras-Universidade de Lisboa 2014
Diploma Universitário de Português Língua Estrangeira
 
Militancia e ativismo lingüístico
Sócia da AGAL
Sócia da Pró-AGLP, entrada em 2011
Secretaria da Junta Diretiva da Pró-AGLP de 2011 a 2015
 
Colaborações em projetos de difussão da Língua Portuguesa
Apresentação dos clássicos da Galiza na cidade da Corunha
Apresentação dos clássicos da Galiza na cidade de Lugo
Apresentação dos clássicos da Galiza na cidade de Ferrol
 
 

Colaboção com o arquivo sonoro da AGLP, classificação e transcrição dos arquivos
sonoros.
Colaboração com o projeto e-mundial, (Vigo)
Colaboração com o projeto e-mundial, (Santiago)
Colaboração com o projeto e-mundial, (A Estrada)
Participação na campanha X100 o galego
Colaboração com a comissão promotora da ILP Paz Andrade
Apresentação da ILP Paz Andrade na cidade da Corunha
Apresentação da ILP Paz Andrade na cidade de Santiago
Apresentação da ILP Paz Andrade em Culheredo
Organizadora da exposição “A obra de Valentim Paz Andrade e o seu significado”
Colaboração na apresentação da ILP Paz Andrade na cidade de Vigo
Apresentação da ILP Paz Andrade em Verim
Apresentação da ILP Paz Andrade na cidade de Ferrol
Apresentação da ILP Paz Andrade no programa de rádio “Cuac-Está a pasar” da
emisora comunitária Cuac-FM ( A Corunha)


Palestras e participações em ciclos
Participação como palestrante no I Encontro de mulheres da lusofonia com
Tecedoras de redes além fronteiras: A mulher no mundo depois do petróleo unindo
os conceitos linguísticos e decrescentistas.
Participação como palestrante no ciclo de pensamento Para estar no mundo con a
palestra Ecofeministras: tecedeiras de redes
Participante como palestrante no seminario Municipalismo dos comúns, promovido
pela Universidade Invisível, com a palestra “A olhada urbana”
Participante na mesa de debate arredor do documentário “O Decreto filgueira”,
Ferrol

Participante na I Escola de Verán de Cuac-Fm, jornadas de comunicação, cultura,
desenvolvimento comunitário e inclussão social, com a palestra “O rol dos medios de
comunicación como ferramentas de dinamización comunitaria e inclusión social”

Colaborações escritas e publicações
Entrevista a poeta Eli Rios para o PGL
Entrevista ao fotógrafo José Goris para o PGL
Entrevista ao poeta Luís Mazás para o PGL
Entrevista ao poeta Ramiro Vidal para o PGL
Publicação do artigo “Português, o galemo mais heavy” no PGL
Artigo no semanario Sermos Galiza, secção A Fondo com o título “Sermos Galego”
Publicação do artigo “Tecedoras de redes” no jornal portugués Mapa


Publicações coletivas
Obras breves de imaxinación, (Ed. Baía Editora)
Além do silêncio, obra coletiva
Contos em Viana

Publicação individual
De vida ou morte (Editora Humana)


Além do ámbito lingüístico
Ativista política
Colaboradora na iniciativa Soberania para a Galiza
Ativista na difussão da problemática da crise do petróleo e decrescentista
Sócia de Véspera de nada, por uma Galiza sem petróleo, desde 2013
Apresentação da Guia para o descenso energético na Galiza, Ferrol
Apresentação da Guia para o descenso energético na Galiza, A Corunha
Apresentação da Guia para o descenso energético na Galiza, Santiago
Apresentação da Guia para o descenso energético na Galiza, Oleiros
Membro da equipa do programa radiofónico Cuac-Está a pasar, de 2013 a 2018

Ler mais ...

Magalhães, Joana, (1982)

Joana Magalhães (Espinho, 1982), é Investigadora de Pós-Doutoramento no Grupo de Investigação em Reumatologia, Instituto de Investigação Biomédica da Corunha (INIBIC), onde coordena a Unidade de Medicina Regenerativa. Investigadora Adscrita do Centro de Investigação Biomédica em Rede (CIBER) e Investigadora Adscrita da Agrupação Estratégica CICA-INIBIC. Professora Externa na Universidade da Corunha no Programa de Doutoramento em Biotecnologia Avançada e 3 programas de mestrado (MBA, MAIS e MBMCG). Membro da Junta Diretiva da Associação de Mulheres Investigadoras e Tecnólogas (AMIT)- Nodo Galiza, Membro da Junta Diretiva da Associação Viver a Ciência (Portugal). Representante Nacional do Foro de Jovens Investigadores da Sociedade Europeia de Biomateriais. Licenciada em Biologia pela Universidade de Aveiro, com uma pós graduação em Marketing Internacional de Conteúdos Audiovisuais pela Universidade da Corunha e Doutorada em Bioquímica e Biologia Molecular pela Universidade Complutense de Madrid, com uma prestigiosa bolsa europeia Marie Sklodowska Curie, através da qual realizou períodos de investigação na Universidade de Sheffield e na Universidade do Minho.

As suas linhas principais de investigação centram-se no estudo e desenvolvimento de biomateriais poliméricos com aplicação em doenças que afectam o sistema músculoesquelético, mais especificamente no âmbito da osteoartrite, assim como a aplicação de técnicas ópticas para a sua detecção precoce. Em paralelo com a sua atividade científica na área biomédica, JM tem trabalhado na área da comunicação social da ciência, desenvolvendo estratégias de comunicação e literacia na área da saúde desde a perspectiva de género, através dos media.

Participou em 18 projetos e redes de investigação científica (2 como Investigadora Principal) e 6 projetos de promoção de cultura científica (2 como Investigadora Principal), atraindo financiamento superior a €2M. Autora de 14 artigos e 3 capítulos de livro com revisão por pares. Apresentou mais de 45 comunicações orais e 47 comunicações tipo póster, em conferências nacionais e internacionais. Co-Diretora e Produtora Executiva das séries de televisão “1 minuto de Biomedicina”, “De mayor quiero ser científica” e da audioserie “Cápsulas de SoN”. Editora do livro “1 minuto de biomedicina. Relatos Científicos”, por vário/as autore/as e “Cápsulas de SoN”, escrito por Estíbaliz Espinosa. O seu trabalho na área da comunicação social da ciência recebeu vários prémios e distinções, como o Prémio Cabildo de Fuerteventura Ex Aequo- Categoria Prensa, Rádio e Televisão – Ciencia en Acción 2017, Finalista Media Awards – Criatividade e Inovação em Media Educativos 2017, Menção de Honra SCIDOC 2018: Categorias Novos Media e Mulher e Ciência, Finalista Categoria Biomedicina e Saúde, Fundação Lilly – Ciencia en Acción 2016, Distinção Prática Inovadora em Promoção de Cultura Científica FECYT 2017 e 2016.

Vinculação humana e intelectual com a Galiza

Reside e trabalha na cidade da Corunha desde o ano 2009. Desde esse momento foi tomando contacto e consciência dos fortes laços linguísticos, culturais, económicos, científicos, entre outros, existentes entre a Galiza e Portugal, sobretudo com a Região Norte. Participou na organização de diferentes atividades, cursos, projetos de diferentes índoles que favorecem a aproximação da Galiza e Portugal e o uso da língua portuguesa como fator de união, através da ciência e promoção da cultura científica.

Destacam-se alguns dos marcos mais significativos:

1- Projetos científicos

Instituto de Bioengenharia em Rede (IBEROS), financiado por INTERREG V ES-PT (POCTEP) 1. Referência: 0245_IBEROS_1_e. Orçamento: €1.9M

Rede Galega de Biomateriais (com instituições portuguesas adscritas), financiada por Xunta de Galicia. Referência: R2014/033. Orçamento: €120.000

2- Júri Prémios

Prémios da Crítica de Galicia – Categoria Investigação, Fund. Premios Crítica Galicia, 2020

Prismas Casa das Ciencias á divulgación. XXXIII Convocatoria, Concello A Coruña, 2020

“VII Ciencia Que Conta”- Relatos científicos, Univ. Vigo e Fundación Barrié, 2014

3- Meios de comunicação

Rádio

Coordenadora seção “Mulher e Ciência” no programa Efervesciencia, Radio Galega. Entrevistadas ou temas selecionados: obituário Maria de Sousa, Encontro FEMeeting – Mulheres em Arte, Ciência e Tecnologia – Lisboa, Ana Godinho (Coordenadora de Comunicação CERN).

“Placas de Petri Sonoras” – áudio-fragmentos científico-literários em colaboração com Estíbaliz Espinosa. Cadena SER and CUAC FM, Programa Especial “XIX Dia da Ciência na Rua”, 10 Maio 2014 https://estibalizespinosa.bandcamp.com/album/placas-de-petri-sonoras

Jornais/Revistas “Un Xardin nas Xubias” – o Pobo Elixido, Revista Luzes, nº79, Abril 2020

“A cultura científica na identidade Galiza-Portugal”. Revista Digital Incomunidade e Revista Palavra Comum 2017 http://palavracomum.com/cultura-cientifica-na-identidade-galiza-portugal-por-joana-magalhaes/

Outros

Prólogo livro “Não me Khalo”, pelo Colectivo Não me Khalo, Através Editora, 2019. ISBN: 978-84-16545-27-8

4-Organização Eventos na Galiza com Participação Portuguesa

Seminário “The potential of silk in the healing and regeneration of complex wounds”, Ana L. Oliveira, CICA-UDC, A Coruña, 17 Setembro 2019

II Jornadas Científicas IBEROS, MUNCYT A Coruña, com participação de Vice-Cônsul de Portugal na Galiza, 30 Novembro 2017

IX Reunião Terapia Celular e Medicina Regenerativa, UDC, A Coruña, 5 Maio 2016. Convidadas de Portugal: Dina Simes, Univ. Algarve e Pedro Granja, Univ. Porto – i3S

VIII Reunião Terapia Celular e Medicina Regenerativa, UDC, A Coruña, 18 Junho 2015. Convidada de Portugal: Ana Leite Oliveira, Univ. Católica Porto

VII Reunião Terapia Celular e Medicina Regenerativa, UDC, A Coruña, 28 Março 2014. Convidada de Portugal: Carla Cardoso, Crioestaminal, Coimbra

V Reunião Terapia Celular e Medicina Regenerativa, UDC, A Coruña, 5 Maio 2011. Convidado de Portugal: Rui Amandi de Sousa, Stemmaters, Caldas das Taipas

-----------------

“Ciência sem fronteiras: Investigadoras estrangeiras a trabalhar em Espanha. A experiência portuguesa.” MUNCYT, A Coruña, 8 Agosto 2015

------------------

“Luzes de Orvalho” – uma celebração de cultura Portuguesa, música, poesia e cinema. EXTRAMUROS, A Coruña, 25 Abril 2015

5- Participação Cursos Académicos

“Como nos vêem lá fora” - Curso de verão “Galego de portas abertas para o mundo”, Universidade de Santiago de Compostela, 26 a 29 Junho 2018

6- Atividades públicas

A Coruña das Mulleres – Binómio Ciência e Mulher - Ángeles Alvariño e María Wonenburger. Organizado por Associação Alexandre Bóveda, A Coruña, 14 Novembro 2020

Conferência “Des[AS]cendência”. Estrelecidas – Parladoiros de Cultura Científica. DOMUS, A Coruña, 13 Fevereiro 2020

Conferência no âmbito da Celebração do Dia Internacional das meninas e mulheres na ciência, Teatro Principal de Pontevedra, 14 Fevereiro 2020

“Porque é que precisamos de um jornalismo científico com perspectiva de género”. Participação apresentação colectivo As Xornalistas. Mesa redonda com Alba Nogueira, Paz Filgueira, Elena Roca, Rosa Cobo, Silvia Pérez and María Xosé Porteiro moderada por Antía Díaz. Faculdade de Ciências da Comunicação, USC, 10 de Novembro 2018

TRANSCÉNICA – Primeiro Encontro de novxs creadorxs transmedia em artes performativas, Concello da Coruña e Fundación Luis Seoane. Festas María Pita, 29 Julho a 7 Agosto 2015 “

Placas de Petri - um microcosmos em carne viva”, instalação científico-literária em colaboração com Estíbaliz Espinosa. “XIX Dia da Ciência na Rua”, Parque Santa Margarita, A Coruña, 10 Maio 2014. Alcance: mais de 15.000 pessoas

Ler mais ...

Figueroa Panisse, Adela Clorinda, (1948)

Adela Figueroa Panisse, nascida em Lugo, viveu em Pontevedra, onde desenvolveu a maior parte do seu labor profissional (catedrática de Biologia e Geologia). Agora mora em Lugo.
Participou,como professora nos Movimentos de Renovação Pedagógica e no I encontro de MRPs celebrado em Barcelona no ano 1983 convidada polo Ministerio de Educación y Ciencia. Representado a Revista do Ensino e Jornadas do Ensino.

Participou no Encontro da Unificação Ortográfica (Rio de Janeiro) convidada pela Academia de Ciências e Letras do Brasil. Foi co-fundadora da ASPG e ASPGP, e da Revista do Ensino, da que foi Diretora. Também participou na fundação de ADEGA( Associação para a defesa ecológica da Galiza). Da que foi primeira presidenta da delegação de Pontevedra e posteriormente presidenta Nacional entre os anos 2005 e 2010.

Foi membro da ISSOL (Associação Internacional para a investigação das origens da vida) participando em vários congressos internacionais desta associação.

Trabalhou na Universidade do Minho (Braga) no Departamento de Química Pura e Aplicada, com o Dr Hernâni Maia, e no Instituto da Educação, com o Dr Elias Blanco como bolseira do Instituto de Língua eCultura Portuguesa. Para fazer a Tese de Doutoramento: “As origens da vida como fator motivador no ensino da Biologia”.

Foi colaboradora do Colexio Oficial de Biólogos de Galiza e da Asociación de Ensinantes en Ciencias de Galiza ( ENCIGA). Com diversas publicações na revista desta Associação.

Apresentou, no ano 1972 a primeira tesina escrita em galego, na Universidade de Ciências de Compostela (Estudo dos Cromossomas do Girasol, Helianthus annuus) que somente pude ser defendida quatro anos
mais tarde por ter sido proibida em seu momento.

Tem trabalhado para UNICEF no departamento de “Educación para o Desenvolvimento”. Vicepresidenta desta Associação em Lugo.

É máster de “Educación Ambiental” pela “UNED-Fundación Universidad Empresa” (1994).

Participou ativamente na Plataforma “Nunca Máis” de Lugo.

Na atualidade é da diretiva de ADEGA e Presidenta da Fundación Eira, que administra os bens e atividades da Eira da Xoana. Este é um projeto de ADEGA, de dinamização do mundo rural que tem como objetivo “Recuperar os valores tradicionais” e efetivar um amplo programa de Custodia do Território e de tradições populares. Fica na Comarca da Ulhoa, aldeia de Ramil. Com propriedades no Castro de Remonde (província de Lugo) e na contorna da Eira da Xoana (província de Ponte Vedra).

Em colaboração com Celsa Sánchez Váquez elaboração dos “Xogos Educativos: “Loita contra o Lume” e Paneis Educativos de “Educación Ambiental”, editados pela Xunta de Galiza, 1992.

Têm publicado diversos livros de texto (Editorial ECIR) para secundária e bacharelato. Entre 1996 e 2005.

Obra de criação:

“Vento de Amor ao Mar” 2005, “Xanela Aberta” 2008 na Editorial O Castro (poesia).
2011: “Madeira de Muller”, relatos en chave feminina. Ed. O Castro. “O Rei da Floresta” (contos infantis) Ed. O Castro, Ilustrações de Celsa Sánchez Vázquez, Músicas de Xaquín Facal. “O Misterio da Escada
Interior” (teatro infantojuvenil) Ed do Castro, Ilustrado por Celsa Sánchez.
“Cloe Amiguinha das Flores”, Ilustrações Celsa Sánchez e músicas de Xaquin Facal. “Aldam e as Cores do Arco da Velha”, Ilustrações Celsa Sánchez e músicas de Xaquín Facal.
2016 “Mulher d’Água” (contos de mulheres) Edita Fundación Eira.
2018 “Memoria de Pés sem Sombra”. Poesia. Edita Fundación Eira.

No prelo: “Pingas de Orvalho”. Teatro Infantil, Editorial Novembro (UCCLA)
Pendente de publicação: “A Casa da Bouça”. Romance. Editorial Laiovento.

Colabora com a Revista de Poesia do Concello de Lugo “Xistral” e com outras obras colectivas como Entolearte, Literarte, O Melhor de Mim, Poesias Escolhidas, Elas São de Marte, Da Editorial Poesias Escolhidas do Brasil e outras obras coletivas de poesia e revistas culturais como a revista de Cultura Luso Galaica “Elipse”. Porta Verde do Sétimo Andar. “Revista Cairon” do Instituto de Estudos Ulloanos.
Pertence aos coletivos poéticos “Poetas da Raia Luso Hispana”, e também “Poetas do Reencontro Galaico-Portugueses” com os que tem publicado em vários volumes.
Participou na obra magna Coletiva “Ensamble” dedicada a Isaac Díaz Pardo e coordenada por Francisco Díaz. Também na Homenagem a Manuel Maria coordenado por Xosé Estevez da Deputação de Lugo, no volume
eletrónico “150 Cantares Para Rosalia” Coordenado Por Suso Díaz.
“Homenagem a Isidro Novo” do Concello de Lugo. “Unha Manda de Pezas para Isaac” Coordenada por Pilar San Pedro.
Revista Arenal de Cultura, Sada. Revista Corga. Portal Galego da Língua. Sermos Galiza, Praza Pública etc. Colabora mensalmente no jornal Nós em representação de ADEGA.

Diversos prémios literários como Arumes do Corgo (Relatos curtos), O Facho (Teatro Infantil) Colegio Galego de Psicologia (poesia) El Progreso
de Lugo (poesia).

Participa da lusofonia através de encontros da CPLP, da UCCLA (Representando a Galiza em Literatura Infantil e Juvenil) ou ASPEA (Encontros de Educação Ambiental da Lusofonia). Encontros de Escritoras
Latinas (Brasília). Encontro Literário Estudantil (Rio de Janeiro).

Ler mais ...

Casteleiro Lopes, Pedro Emiliano (1968)

Pedro Casteleiro é escritor e jurista. Nasce em Ferrol (Galiza) em 1968, ainda que cedo se estabelece na cidade da Corunha.

Faz os estudos da Licenciatura em Direito na Universidade de Santiago de Compostela. Durante o curso legal, entra a fazer parte da equipa de tradução da lei processual portuguesa, cujos trabalhos –sob a direção do Prof. L. Vilaboy Lois– facilitam a elaboração da nova codificação processual espanhola. Posteriormente realiza estudos de língua portuguesa (E.O.I), de língua inglesa (Oxford University) e de inglês jurídico (Universidade da Corunha), entre outros.
Ainda em Compostela enceta uma tarefa de publicação de livros, artigos e direção de revistas (Folhas de Cibrão, Poseidónia...) bem como de vários programas radiofónicos, com comum temática humanística (que continuam os já iniciados originalmente na sua cidade natal, visando a difusão da melhor música e poesia lusófona: Em Lisboa são as Sete, Noite em Macau...). Igualmente em Compostela publica os seus primeiros textos poéticos, na revista universitária Ólisbos, polo final dos anos 80 e, em breve, sob a mão do editor Paco Souto, publica ainda em várias antologias coletivas.
Durante os anos 90, já a morar na Corunha, faz parte do grupo poético Hedral, sob cuja sombra e luz organiza inúmeros recitais poéticos –próprios e alheios– ; com este coletivo lança a antologia 7 Poetas / Corunha 1995, sob o impulso editor do próprio coletivo. Nesse mesmo ano, de 1995, publica o poemário O círculo escarlate (Os Cadernos de Azertyuiop); posteriormente, no ano 2015, o livro Sefer Sefarad (Azeta Ed.) e já no 2017 o livro de poemas O teu corpo a oriente e ocidente (Através Editora). Ganha, entre outros, por duas vezes o prémio nacional galego de poesia da Associação Cultural O Facho, da Corunha, e fica finalista, com o livro Sefer Sefarad, do Prémio Literário de âmbito lusófono Glória de Sant’Anna de 2016. Foi colaborador da revista eletrónica  pioneira nesta área na Galiza– Çopyright, da web Palavra Comum, do jornal A Nossa Terra e do blog literário O Levantador de Minas assim como do Observatório Galego da Lusofonia, pertencente ao Instituto Galego de Análise e Documentação Internacional. É autor de várias publicações e cursos sobre análise social e jurídica, políticas públicas e gestão da qualidade, e ainda sobre crítica e investigação literária, para além de ter a honra de conferenciar frequentemente em foros de interesse como, sublinhamos, o Congresso Internacional Soror Mariana Alcoforado, celebrado na cidade de Beja em novembro de 2019; em várias edições da Festa da Literatura de Chaves (FLIC); etc.
Na atualidade reside na Corunha, onde escreve e exerce a advocacia. O seu trabalho poético foi causa, passou a ser meio e veio a ser companheiro do exercício duma outra arte –esta obscura de viver– ao mesmo tempo maior e menor.

 

Ler mais ...

Aldrei, Iolanda (1968)

Nasceu em Santiago de Compostela no ano 1968. Desde 2013 mora no Vale do Pico Sacro. Escritora e professora, é licenciada em Filologia Hispânica pola Universidade de Santiago de Compostela (1991) e em Filologia Galego-Portuguesa pola Universidade da Cunha (1992). Formou-se também em didática é pedagogia, com um mestrado no ano 1992 e em Estudos Portugueses na Universidade Nova de Lisboa. 
As suas publicações científicas focam os âmbitos da Linguística, a Sociolinguística, os Estudos Literários e a Didática, com artigos e estudos como:  As Literaturas lusófonas, o caso da literatura galega, Revista Internacional Nós, n. 13-18- 1989,  Análise Sociolinguística do presente de Galiza e Portugal, Jornadas de Estudo Marco de Canaveses, v. 1- 1989,  A catástrofe, relato breve de Eça de Queiroz,  (em colaboração com António Gil Hernández e Ângelo Brea Hernández) Agália n. 20, 1990, Duas visões da morte e da existência :o carpe diem e o quotidie morimur: Poliziano vs. Quevedo, 1991, Revista Internacional Nós, n. 19-28- 1989, A conjunção das tradições celta é sebastianista em Na noite estrelecida de R. Cabanilhas, 1991 Revista Internacional Nós, n. 19-28- 1989, As relações da literatura galega com a portuguesa, 1991 Encontros de escritores e jornalistas da Bairrada,  Eva no recado de Eva de Lourdes Hortas, 1993, Simpósio Internacional Mulher e cultura, USC,  Aproximação ao estudo de La Reine Morte de Henry de Montherland, 1994, As vozes narrativas em Mayombé de Pepetela, 1994, Revista Internacional NÓS, n. 35-40,  A língua veicular no ensino primário e secundário na Galiza, 1995, Revista Internacional NÓS, n. 41-50,  As Literaturas lusófonas, situação atual e tipologias, Instituto de Estudos Luso-Galaicos, 1994/ Revista Internacional Nós, n. 35-40,  Notas sobre uma conversa cumprida com Jenaro Marinhas del Valle, Boletim da Academia Galega da Língua Portuguesa n 2, 2009, As filhas de Dana, 2014, Revista digital Palavra Comum, O Cervo do Monte (coautora com Xavier Ponte Casas) Revista digital Palavra Comum, autora da recopilação e estudo sobre Literatura Galega Contemporânea Letras para lembrar. Fragmentos de grandes obras da literatura galega Escolma e estudo Iolanda Rodríguez. LIBRO ED. Ibersaf colaboração Secretaria Geral de Política Linguística da  Junta da Galiza. Também investigou no Instituto de Ciências da Educação da USC, colaborando no Projeto de Investigação “Língua para Informar-se, saber e opinar”.
Para além de diferentes publicações culturais, antologias, livros coletivos, blogues, jornais e revistas, têm dado ao prelo e  obra literária poética (A Palavra no ar, 1990, Memória de nove lúas, 1994, O Grimório Azul de Samaná, 2011, O Segredo de Sheela na Gig, 2017, Quando a Joana voltou, 2018)  e narrativa (Entrecontar, 2020, Através Editora), assim como levado aos cenários múltiplos textos dramáticos. A narração oral é também um outro jeito de compartilhar os seus textos, do mesmo jeito que os recitais poéticos. 
Como docente trabalha no Ensino Secundário nas áreas de Artes Cénicas , da Língua e Literatura Galega e na Língua e Literatura Espanhola, na Formação do Professorado e na Direção Teatral de grupos de crianças e jovens para a interação da diversidade. 
Como ativista fez parte de diferentes associações e entidades culturais, interculturais e ecologistas e participou em múltiplos eventos culturais, reivindicativos e solidários. Também de publicações e iniciativas editoriais coletivas como  Ed. Do Dragón, Elipse, Cadernos Q de Vían ou A Porta Verde do Sétimo Andar. 
Agradece prémios, reconhecimentos e homenagens, continua a criar e investigar, também a ensinar, enquanto deixa medrar o seu ser de mãe de família e labrega na consciência do convívio na  Terra. 

 

Ler mais ...

Patronato da Fundação Academia Galega da Língua Portuguesa

Alonso Estraviz, Isaac (1935)

Álvarez Cáccamo Celso (1958)

Barbosa Álvares, José Manuel (1963)

Brea Hernández, Ângelo José (1968)

Cristóvão Angueira, José Ângelo (1965)

Durão Rodrigues, Carlos (1943)

Evans Pim, Joám (1983)

Gil Hernández, António (1941)

Gonçales Blasco, Luís (1941)

Herrero Valerio, Mario (1968)

Martins Estévez, Higino (1941)

Montero Santalha, José-Martinho (1947)

Nozeda Ruitinha, Mário Afonso (1953)

Paradelo Rodrigues, Francisco Manuel (1966)

Paz Rodrigues, José (1950)

Rei Samartim, Isabel (1973)

Reimunde Norenha, Ramom (1949)

Rodrigues Fagim, Valentim (1971)

Rodrigues Fernandes, Jose Ramão (1955)

Rousia, Concha (1962)

Seoane Dovigo, Maria (1972)

Soutelo, Rudesindo (1952)

Trilho, Joám (1942)

Vasques Souza, Ernesto (1970)

Vásquez Corredoira, Fernando (1965)

Vásquez Freire, Xavier (1976)

Veiguela Martins, Crisanto (1959)

Vidal Bouzon, Álvaro Jaime (1968)

Vilhar Trilho, Xavier (1943)

Ler mais ...

Teresa Moure Pereiro

Teresa Moure Pereiro é Professora Titular de Linguística Geral na Universidade de Santiago de Compostela, a cidade onde mora e, de todos os espaços do mundo, o mais vinculado à sua identidade.

 

1.    MÉRITOS ACADÉMICOS

 

Licenciatura em Filologia Hispânica na Univ. de Santiago de Compostela, com defesa pública da tese de licenciatura, sob direção do Dr. Guillermo Rojo (Las construcciones biactanciales del español y su proyección en el eje de la transitividad). Sobresaliente cum laude.

 

Doutoramento em Linguística (Univ. De Santiago de Compostela), com defesa pública da tese, dirigida pelo Dr. Guillermo Rojo e intitulada La alternativa no-discreta en linguística. Fundamentos metodológicos y proyección sobre los conceptos gramaticales. Sobresaliente cum laude e Prémio extraordinário de Doutoramento.

 

Bolsa de Investigação FPI, a cargo do Ministério de Educação, no quadro dum projeto para informatizar uma base de dados sintáticos do espanhol. Concedida entre 1992 e 1996, renuncio a ela no 94 por ter concluído a tese. Nesse período de formação, dada a natureza do projeto a que me incorporo, adquiro fundamentos de programação e de linguagens informáticas.

 

Premio Internacional de Software educativo do Ministerio de Educación y Ciencia espanhol.

 

Títulos oficiais de idiomas com nível B2 de inglês, C2 de francês e C2 de português.

 

Contratos de Professora ajudante e professora titular interina na USC até que em julho de 1997 obtenho por concurso público o cargo de Professora titular de Linguística geral que continuo a exercer na atualidade na Universidade de Santiago de Compostela, com dedicação a tempo completo.

 

Experiência profissional. Nestes 20 anos tenho lecionado diferentes matérias dentro da área de conhecimento da Linguística geral na Faculdade de Filologia, e nas Faculdades de Filosofia e de Educação. Com perfis mais especializados, venho encarregando-me das matérias de Teoria e Métodos em linguística, Teoria feminista e linguagem, Sociolinguística e Tipologia linguística (universais da linguagem e questões relativas ao imperialismo linguístico e à extinção maciça das línguas no mundo, tanto no que diz respeito à perda empírica de dados, como ao paradigma ecológico que se conhece como Ecolinguística). Na atualidade, também participo em três programas de Mestrado: Linguística aplicada, Teoria da Literatura e da Cultura e Estudos de género. Para além da consideração objetiva que puder derivar-se desta ocupação profissional, quereria salientar, de maneira mais subjetiva, a satisfação que produz a prática docente, atividade teatral e performática, que permite superar os próprios pontos de vista e cultiva o espírito crítico e a rebeldia interior. O trato direto com o estudantado produz um tipo de conhecimento diferente, sustentado no diálogo e na frequente necessidade de pôr tudo às avessas para continuar a aprender.

 

Linhas de investigação: Sociolinguística e ecologia das línguas, Universais da linguagem e diversidade das línguas em parâmetros antropológicos (com participação em diferentes projetos de investigação relativamente ao inventário da linguo-diversidade e à relação entre linguagem e ideologia), Estudos de género.

 

 

 

2.    PRINCIPAIS PUBLICAÇÕES ACADÊMICAS

 

(2014): “Despotismo ilustrado 2.0: ¿Es posible una perspectiva de género sin mujeres?" en Sande Mayo & Torrado Tarrío, coords. (2014): Justicia restaurativa y violencia de género, Univ. de Santiago de Compostela, 2014, ISBN: 978-84-16183-16-6, 21-40.

 

(2013): "Experiencia docente: Negociando o xénero na conversa", II Xornada de Innovación en Xénero. Docencia e investigación, Univ. de Vigo, ISBN: 978-84-8158-601-5, 2013, 99-112.

 

(2012): "Cen anos loitándomos pola rehabilitación e contra a decadencia da lingua galega" en G. Sanmartín Rei, ed., Consideracións sobre a decadencia e a rehabilitación da lingua galega. Homenaxe a Manuel García Blanco, Revista Galega de filoloxía, monografías, n 7, ISBN: 978-84-9749-527-1, Univ. da Corunha, 2012, 95-106.

 

(2011): Ecolingüística. Entre a ciencia e a ética, Servizo de publicacións da Univ. da Coruña, ISBN:978-84-9749-455-7.

 

(2011): "A variante de xénero en linguas minorizadas: o caso galego", Arena Romanistica, nº 9, ISSN: 1890-4580, Univ. de Bergen (Noruega) 2011, 96-115.

 

(2010): “Mallando nos complementos directos: un ornitorrinco na sintaxe do galego”,

 

Revista galega de Filoloxía, nº 11, Univ da Corunha, ISSN: 1576-2661, 79-103

 

(2010): “Falarmos galego as mulleres, por que non?” en X. Mosquera Carregal, ed.,

 

Lingua e xénero. VI Xornadas sobre Lingua e usos, Servizo de publicacións da Univ. da Corunha, ISBN: 978-84-9749-404-5, 2010, 147-169.

 

(2008): “Xénero e linguaxe, unha cuestión estancada”, Festa da palabra silenciada, Vigo, 2008, ISSN: 1139-4854, 11-27.

 

(2007): “A violencia de xénero, esa innomeábel: De Griselda a Elvira Rodríguez de Ourense”, Festa da palabra silenciada, ISSN: 1139-4854, Vigo, 2007, 81-89.

 

(2006): “É o inglés imprescindíbel para a investigación? A necesidade de recoñecermos o plurilinguismo”, Lingua e Investigación. II Xornadas sobre lingua e usos, Univ. da Corunha, ISBN: 84-9749-200-5, 2006, 93-108.

 

(2003): A batalla das linguas no mundo actual. Multilingüismo e antiglobalización”, Grial, nº 160, Vigo, ISSN: 9-770017-418006-00160, 2003, 19-29.

 

(2003): “Ética y lenguaje”, El Basilisco nº 33, Univ. de Oviedo, 2003, 47-56.

 

(2002): La lingüística en el conjunto del conocimiento. Una mirada crítica, Lugo, Tris-Tram editorial. ISBN:84-89377-33-2.

 

Moure, T. & J.J. López Rivera (2002): “Ideoloxía e lingüística, un equilibrio inestable: o caso do Ethnologue”, R. Lorenzo, eds., Homenaxe ó profesor Fernando Tato, Univ. de Santiago de Compostela, 2002.

 

(2001): Universales del lenguaje y linguo-diversidad, Barcelona, Ariel, 2001. ISBN: 84-344-8421-X.

 

(2000): “Epistemoloxía linguística” en F. Ramallo, G. Rei-Doval e X.P. Rodríguez Yáñez, eds., Manual de ciencias da linguaxe, Vigo, Xerais, 2000, 37-62.

 

(1999): “Aspectos da sintaxe do galego desde a perspectiva tipolóxica” en R. Álvarez e D. Vilavedra, coords., Cinguidos por unha arela común. Homenaxe ó profesor Xesús Alonso Montero, Univ. de Santiago de Compostela, 1999, vol 1, 751-766.

 

(1997): “Sobre el carácter no-discreto de la complementación clausal”, Revista de Filología de la Univ. de La Laguna, nº 14, 1997, 109-139.

 

(1996): La alternativa no-discreta en Lingüística. Una perspectiva histórica y metodológica, Serv de pub da Univ de Santiago de Compostela, 1996. ISBN: 84-8121-602-X

 

Moure, T. & I. Palacios (1996): “La didáctica de lenguas: lingüística aplicada en el ámbito académico” en M. Fernández Pérez, coord., Avances en lingüística aplicada, Univ. de Santiago de Compostela, 1996, 47-103.

 

Moure, T. & J. Llisterri (1996): “Lenguaje y nuevas tecnologías: el campo de la Lingüística computacional” en M. Fernández Pérez, coord., Avances en lingüística aplicada, Univ. de Santiago de Compostela, 1996, 147-227.

 

(1995): “Gradaciones tipológicas: evidencias de la ergatividad en lenguas acusativas”, Verba. Anuario galego de filoloxía. nº 22, Santiago de Compostela, 1995, 397-428.

 

(1995): “Sobre el controvertido perfil del complemento directo”, Moenia. Revista lucense de lingüística & literatura, nº 1, Lugo, 1995, 47-110.

 

(1995): “El estatus vacilante del complemento indirecto”, Anuario de lingüística hispânica, Univ. De Valladolid, vol. 11, 1995, 227-307.

 

(1994): “La teoría de prototipos y su aplicación en Gramática (I y II)”, Contextos, Vol.: 12/23-4, Univ. de León, 1994, 167-219.

 

(1993): “El modelo difuso como programa de investigación linguística” en A. Sobrino &

 

S. Barro, eds., Estudios de lógica borrosa y sus aplicaciones, Univ. de Santiago de Compostela, 1993, 245-274.

 

(1991): “El contenido aspectual telicidad en las construcciones biactanciales del español”, Verba. Anuario galego de filoloxía. Univ. de Santiago de Compostela, vol 18, 1991, 353-374.

 

(1991): “La naturaleza linguística del ordenador. Dimensión social de una nueva perspectiva de la Informática”, AAVV, Jóvenes, informática y futuro, Barcelona,

 

Marcombo. 63-70. I Premio do III Certamen Epson de Divulgación informática.

 

3.    TESES DE DOUTORAMENTO DIRIGIDAS

 

Rivas Rodríguez, J.J. (2003): Blowing up ziggurats: the quest for universals of syntax, Universidade de Santiago de Compostela.

 

Moreira Barbeito, M. (2011): Contra a morte das linguas: O caso do galego, Univ. de Santiago de Compostela.

 

Brandão, T. O. (2012): O feminino em análise. A identidade desde uma etnografia das resistências, Univ. de Santiago de Compostela.

 

 

 

 

 

4.    CRIAÇÃO LITERÁRIA

 

2004: A xeira das árbores, Santiago de Compostela, Sotelo Branco [Novela. Premio Lueiro Rey de novela curta. Premio San Clemente. Traduzida a espanhol e italiano].

 

2005: “Unha olhada a Frida Kahlo desde Galiza”, Fund. A Caixa, Santiago de Compostela [Capítulo de livro].

 

2005: Herba moura, Vigo, Xerais [Romance. Premio Xerais de novela. Premio Benito Soto. Premio da AELG, Premio da Crítica Española]. Traduzida para espanhol, português, catalão, italiano.

 

2005: A palabra das fillas de Eva, Vigo, Xerais. [Ensaio. Finalista do Premio Ramón Piñeiro de ensaio. Premio Fund. Galega da Crítica. Traduzida para espanhol.]

 

2005: Outro idioma é posible, Vigo, Xerais. [Ensaio. Premio Ramón Piñeiro de ensaio.]

 

2006: Benquerida catástrofe, Vigo, Xerais. [Romance. Traduzido para espanhol]

 

2007: A casa dos lucarios, Vigo, Xerais. [Novela]

 

2008: O natural é político, Vigo, Xerais. [Ensaio].

 

2009: Unha primavera para Aldara, Xigo, Xerais, [Teatro. Premio Rafael Dieste de Teatro, Premio María Casares ao melhor texto original].

 

2009: Eu tamén son fonte, Vigo, Galaxia. [Álbum ilustrado para adultos. Traduzido para espanhol e asturiano]

 

2009: Mamá, ti sí que me entendes!, Vigo, Galaxia [Álbum ilustrado para adultos. Traduzido espanhol]

 

2010: A intervención, Vigo, Xerais. [Romance. Traduzido para espanhol]

 

2010: Cínicas, A Corunha. Arquivo Teatral Pillado Maior. [Teatro]

 

2011. “Entre o individual e o colectivo. Os infinitos espazos para a transformación social” en AA. VV (2011): Á beira de Beiras, Vigo, Galaxia, 113-122. [Artigo]

 

2012: Queer-emos un mundo novo. Sobre cápsulas, xéneros e falsas clasificacións, Vigo, Galaxia [Ensaio. Premio Ramón Piñeiro de ensaio].

 

2013: Eu violei o lobo feroz, Santiago de Compostela, Através. [Poesia]

 

2014: Politicamente incorreta, Santiago de Compostela, Através. [Ensaio]

 

2014: Uma mãe tão punk, Lisboa, Chiado editora [Romance. Traduzido para espanhol]

 

2015: Ostrácia, Santiago de Compostela, Através editora [Romance].

 

2016: Bolcheviques-Bolxeviques, Santiago de Compostela - Vigo, Através - Xerais [coordenadora da edição. Compilação de ensaios]

 

2017: "Em carne viva", em AA. VV.: Abadessa oí dizer. Relatos eróticos de escritoras da Galiza, Santiago de Compostela, Através. [Relato].

 

2017: "Águas livres", em AAVV, Concurso Literario Internacional Relatos de Agua, Las Palmas de Gran Canaria, Fundación Acuorum. [Relato, I Prémio, modalidade português]

 

2017: "A semântica oculta de Mrs. Hockett", inédito. I Prémio no Manuel Murguia 2017.

 

- Para além de diversas colaborações jornalísticas em Sermos Galiza, Praza pública e Diário Liberdade (Galiza) e Decrecimiento (Espanha), na revista Lectora. Revista de Dones i textualitat, ou como participação em homenagens ou coletâneas.

 

Em Santiago de Compostela, 30 de maio de 2017.

Ler mais ...

Herrero Valerio, Mario (1968)

 

CURRICULUM VITAE
 

Mário J. Herrero Valeiro
 
Corunha (02-02-1968)
 
 
Doutor em Filologia Hispânica pela Universidade da Corunha (2000). Licenciado em Filologia Hispânica pela Universidade de Santiago de Compostela (1991). Programa de Doutoramento “Discurso e sociedade” na Universidade da Corunha (1991-1993).
 
Professor Associado, tempo parcial (T3-P3), de Língua Espanhola na Faculdade de Ciências da Informação da Universidade de Santiago de Compostela”, ano letivo de 1994-1995.
 
 Tradutor Oficial (Juramentado) de Português, habilitado pelo Ministério dos Assuntos Exteriores do Reino de Espanha, com nomeação em 2006. Tradutor autónomo profissional a partir de setembro de 2001.
 
Publicações
 
Livros.
 
2011. Guerra de grafias e conflito de elites na Galiza contemporânea (textos e contextos até 2000). Através Editora: Santiago de Compostela.
 
2015. Ilusões glotopolíticas e criação de realidades: A substituição do galego e a normalização do espanhol na Galiza contemporânea (Textos e contextos no período 1971-2000). Através Editora: Santiago de Compostela.
 
Artigos em atas de Congressos, Simpósios ou Seminários.
 
1993. “Identidade e espaço nacional no discurso sobre a(s) língua(s) na Galiza (mínimas reflexões glotopolíticas e político-lin¬guísticas)”. Atas do Congresso Internacional A língua portuguesa no mundo, terceira língua de comunicação internacional, 200 milhões de lusófonos [Nós. Revista da Lusofonia 29-34], pp. 139-145.
 
1994. “ ‘Ciência’ e ideologia na ‘inves¬tigação sociolinguística’ na Galiza”. Atas do Congresso Internacional de Língua, Cultura e Literaturas Lusófonas [Temas do Ensino de Linguística, Sociolinguística e Literatura 27-38], pp. 195-205.
 
1995. “Emergência e desinte¬gração: elementos para uma definição das identidades grupais e linguísticas nos espaços plurilingues”. Atas do III Congresso Internacional de Literaturas Lusófonas [Nós. Revista Internacional da Lusofonia 41-50], pp. 167-188.
 
1996. “Planificação do corpus, planificação da identidade: uma interpretação glotopolítica da guerra de grafias na Galiza”. Pré-atas do Congresso Internacional A Construção Linguística da Identidade Social e Individual, Universidade de Évora, pp. 37-42.
 
1999. “Glotopolítica: uma especulação sobre delimitação e ideologização de conceitos”. Actas del I Congreso Internacional de la Sociedad Española de Historiografía Lingüística [Arco Libros, Madrid], pp. 397-407.
 
2003. “Ilusões glotopolíticas e planificação linguística na Galiza”. Actas do I Simposio Internacional sobre o Bilingüismo. Comunidades e individuos bilingües (edição em CD), Universidade de Vigo.
 
2003. “Pureza e (des)lealdade linguísticas na ideologização das condutas de fala na Galiza” (com Luzia Domínguez Seco). Actas do I Simposio Internacional sobre o Bilingüismo. Comunidades e individuos bilingües (edição em CD), Universidade de Vigo.
 
1993. “Ques¬tionário na Europa con¬tem¬porânea” (autoria coletiva). O uso da línguas minorizadas na pers¬pec¬tiva da Europa Comunitária, Corunha, Associaçom Galega da Língua,  pp. 49-60.
 
1993. “Pers¬pectivas de relacionamento cul¬tural entre Portugal e a Galiza no quadro europeu” (autoria coletiva). O uso da línguas minorizadas na pers¬pec¬tiva da Europa Comunitária, Corunha, Associaçom Galega da Língua, pp. 61-74
 
Livros coletivos, revistas e cadernos
 
1993. “Guerre des graphies et conflit glottopolitique: lignes de discours dans la sociolinguistique galicienne”. Plurilinguismes 6 (Sociolinguistique galicienne), pp. 181-209.
 
1993. “Elites e discurso linguístico. Poder, criação de reali¬dades e lógicas da exclusão democrática”. Formi¬gueiro. Revista da Federacións de Asociacións Culturais Galegas 1, pp. 14-17.
 
1995. Linhas discursivas e âmbitos de análise no discurso sobre a língua na Galiza. Primeiro cader¬no do segundo volume da Série Investigação dos Cadernos do Instituto de Estudos Luso-Galaicos da Associação de Amiza¬de Galiza-Portugal, 38 pp. Republicado, com correções, em Gil Hernández, António (ed.) (2009). Galiza: Língua e Sociedade (XIV Ensaios). Academia Galega da Língua Portuguesa: Santiago de Compostela, pp. 115-157.
 
1996. “O continuum da escrita na Galiza: entre o espanhol e o português” (com Celso Álvarez Cáccamo). Agália. Revista da Associaçom Galega da Língua 46, pp. 143-156.
 
1997. A centralização do conceito ‘diglossia’ na intervenção discursiva sobre a língua na Galiza (apontamentos para uma sistematização). Lynx. Documentos de trabajo. Centro de Estudios sobre Comunicación Interlingüística e Intercultural/Departament de Teoria dels Llenguatges de la Universitat de València. 55 pp.
 
1999 Recensão de Análise Crítica do Discurso. Uma perspectiva sociopolítica e funcional (org. Emília Ribeiro Pedro) (com Luzia Domínguez Seco). Revista Iberoamericana de Discurso y Sociedad 1:4, pp. 134-138.
 
2000 “Os Novos Galegos e o uso do Galego como inciso conversacional”. Agália. Revista da Associaçom Galega da Língua 62, pp. 77-101.
 
2000 “A ortografia, campo de lutas (sobre as grafias como índice ideológico e identitário”. Agália. Revista da Associaçom Galega da Língua 63-64, pp. 39-74.
 
2001 “Monolinguismo e purismo (A ideologização das práticas de fala na Galiza)” (com Luzia Domínguez Seco). Revista Iberoamericana de Discurso y Sociedad 3.1: 9-41.
 
2003 “The discourse of language in Galiza: Normalisation, diglossia, and conflict”. Estudios de Sociolingüística. Vol. 3(2) – 4(1): 289-320.
 
2006 "António Gil Hernández: Os olhares incómodos. Palavras para o livro Temas de Linguística Política". Agália. Revista da Associaçom Galega da Língua 85-86: 262-268
 
2009. "O labirinto ortográfico galego: das propostas de padronização aos usos públicos quotidianos", em Carvalho, Ana M. (org.). Português em Contato. Iberoamericana / Vervuert: Madrid / Frankfurt am Main. 337:358.
 
2009. "Quando o bilinguismo era bom. Notas para um estudo crítico do nacionalismo lingüístico espanhol na Galiza até 2000". Boletim da Academia Galega da Língua Portuguesa 2: 161-170.
 
Publicações de criação literária (apenas livros).
 
1999. No limiar do silêncio. Poemas da estrangeirice. VII Premio de Poesia Espiral Maior. Corunha, Espiral Maior.
 
2001. Cartografia da Atrocidade. Lisboa, Edições Tema.
 
2005. A Vida Extrema. ArcosOnline (edição eletrónica).
 
2013. Outra vida. 22 poemas, uma confissão e um esclarecimento. Santiago de Compostela, Através Editora.
 
2014. Da vida conclusa. II Prémio de Poesia O Figurante. Santiago de Compostela, O Figurante Edicións. Prémio Glória de Sant’Anna 2015.
 
2016. A razão do perverso. X Prémio de Poesia Illas Sisargas. Malpica. Caldeirón.
 
1995. 7 Poetas (livro coletivo), Corunha, edição não venal patrocinada pela Agrupação Cultural O Facho, pp. 7-27.
 
1993. I Certame Literário (livro coletivo), Corunha, Faculdade de Humanidades-Universidade da Corunha.
 
1990. Matria da Palavra. Antologia de poetas galego-lusofonos (livro coletivo). Pontevedra-Braga, Cadernos do Povo. Revista Internacional da Lusofonia 15-18, pp. 78-80.
Ler mais ...

Seoane Dovigo, Maria (1972)

 

Maria Seoane Dovigo nasceu na Corunha em 1972. É licenciada em Filologia Hispânica pela Universidade da Corunha. Realizou os cursos de doutoramento entre 1995 e 1997 no departamento de Filologia Espanhola e Latina da mesma universidade e obteve a suficiência investigadora com um estudo sobre o exórdio nas retóricas espanholas do século XVI. Foi bolseira de investigação da Junta da Galiza entre 1995 e 2000, anos nos que trabalhou no seu projeto de tese de doutoramento, dedicado à análise do género do prólogo. Apresentou diferentes trabalhos em congressos sobre literatura renascentista, edição de textos e literatura galega e colaborou em projetos de investigação sobre as fontes documentais para o estudo do teatro na Corunha, a literatura emblemática hispânica e a catalogação de publicações periódicas dos séculos XVI ao XVIII em bibliotecas da Galiza e Portugal.

Reside em Portugal desde 2000, onde é professora de Espanhol no ensino básico e secundário da rede de ensino público. A profissão docente levou-a a residir em diversas localidades no Algarve, no Alentejo e, atualmente, em Lisboa. Tem colaborado com a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa desde 2015 no programa de formação de professorado na qualidade de professora orientadora. Desenvolve trabalhos sobre a abordagem dos conteúdos culturais duma perspetiva internacionalista e interdisciplinar na didática das línguas estrangeiras. Nessa linha apresentou uma experiência de aula com materais didáticos próprios criados a partir da poesia do chileno Pablo Neruda nas aulas de espanhol/ língua estrangeira em Portugal no “VI Congreso de la enseñanza de español en Portugal” (Porto, 2015).

Está ligada ao associativismo desde 1991, ano em que se vinculou à Assembleia Galega da Mulher da Crunha e à Asociación Sócio-Pedagóxica Galega. É vogal do Conselho Diretivo da A.C. Pró-AGLP desde 2011. Faz parte da Associação Internacional dos Colóquios da Lusofonia, do MIL-Movimento Internacional Lusófono, da AGAL-Associaçom Galega da Língua e da PISCDIL- Plataforma Internacional da Sociedade Civil das Diásporas Lusófonas, da que é membro fundador. Faz parte do Conselho Geral do Museu da Língua Portuguesa de Bragança, em representação da Academia Galega da Língua Portuguesa.

Publicou artigos de divulgação e opinião sobre a cultura e a sociedade galegas em Portugal e das culturas e sociedades lusófonas na Galiza, em diferentes meios impressos e digitais: Portal Galego da Língua e revista Palavra Comum na Galiza, e revista Nova Águia, do Movimento Internacional Lusófono, e revista cultural Licungo, do Círculo de Escritores Moçambicanos na Diáspora, em Portugal. Com o mesmo intuito de divulgação cultural e comunicação entre as sociedades participou com diversas comunicações nos seguintes encontros anuais: Congresso da Cidadania Lusófona promovido pelo MIL em Lisboa, desde 2013, Encontro dos Escritores Moçambicanos na Diáspora em Lisboa, desde 2013, e Jornadas das Letras Galego-Portuguesas em Pitões das Júnias, Montalegre, desde 2014. Também foi convidada a palestrar ou apresentar comunicação nos seguintes encontros: “Ciclo de Conferências sobre os 10 anos de independência de Timor” (Universidade Lusófona, Lisboa, 2012), “Festival Jovem da Lusofonia”, da associação IUNA + Lusofonia em (Aveiro, 2013), “5ª edição do Encontro de Escritores Lusófonos” (Odivelas, 2015), Festival Literário “Tabula Rasa”, (Fátima, 2015) e “Congresso Internacional das Diásporas Lusófonas”, (Lisboa, 2015).

Como poeta participou nos seguintes encontros: “Raias Poéticas” (Vila Nova de Famalicão), Festival Internacional de Poesia “Grito de Mulher” (Lisboa), “Festival Imigrarte” (Lisboa), “Conversas com sabor a canela” (Montemor-o-Velho) e “Palavras no Mundo- Dia Internacional da Língua Materna” (Lisboa). Participou em antologias poéticas em Portugal, na Galiza e na Espanha: Um feixe de poesia na porta, do coletivo poético galego “A Porta Verde do Sétimo Andar”, Alquimia del fuego (Madrid, Amargord Ediciones) e as antologias De corpo inteiro e Rio dos bons sinais do Círculo de Escritores Moçambicanos na Diáspora. Publicou poemas nas revistas Palavra Comum (Galiza), Elipse-Revista literária galego portuguesa e na revista Licungo, do Círculo de Escritores Moçambicanos na Diáspora.

Ler mais ...

Vilhar Trilho, Xavier (1943)

Xavier Vilhar Trilho (*)

Nasceu no lugar de Bazarra, freguesia de Toba, concelho de Cée, província da Crunha. Licenciado e graduado em Direito. É professor titular de Ciência Política da Universidade de Santiago de Compostela. Tem realizado estudos de mestrado em Itália, na Faculdade de Ciências Políticas da Universidade de Roma e no Instituto Universitário Europeu de Florença. Especializado na investigação do federalismo e das políticas linguísticas presentes na regulação legal do seu uso público nas chamadas nacionalidades históricas do Reino da Espanha, publicou, na sequência da tese de doutoramento, de A remodelação "federal-confederal" do Reino da Espanha (Editorial Laiovento, Santiago de Compostela, 2001).

Defensor da Lusofonia da Galiza, Presidente da Associação de Amizade Galiza-Portugal, membro das Irmandades da Fala de Galiza e Portugal e da Comissão para a integração ortográfica da Língua da Galiza no Acordo da Ortografia Unificada de 1990, do Conselho de Redação de Nós. Revista Internacional da Lusofonia, faz parte do Conselho Científico de Agália. Revista de Ciências Sociais e Humanidades. Cumpre salientar também o seu labor como analista de temas políticos nos jornais La Voz de Galicia (1971-1972), Diario 16 de Galicia (19911993) e no semanário A Nosa Terra.

Entre as suas publicações vale citar: (1986) «Notas sobre a caracterização sociolinguística do galego e princípios configuradores do vigente modelo legislativo regulador do seu uso público» in Hizkuntza Minorizatuen Soziologia/Sociología de las lenguas minorizadas, Bilbo, Ttartallo; (1987) «Lasciate ogni speranza. As sentenças do Tribunal Constitucional resolutórias dos recursos de inconstitucionalidade contra determinados artigos das Leis de normalização linguísticas basca, catalã e galega» in Agália. Revista Internacional da Associaçom Galega da Língua, Ourense, núm. 9; (1990) «A inadequação do modelo de separação linguística escolar em Euskadi para uma efectiva normalização do euskara em dito âmbito» in Euskararen Lege-Araubideari Buruzko Jardunaldiak/Jornadas sobre el Régimen Jurídico del Euskerea, Herri-Arduralaritzaren Euskal Erakundea/Instituto Vasco de Administración Pública, Oñati; (1992) «Nem socialismo real nem socialismo de mercado ideal» in A Trabe de Ouro. Publicación galega de pensamento crítico, Compostela, tomo IV/Ano III; (1994) «Em defesa da democracia directa» in XI Semana Galega de Filosofia (Filosofia e Democracia), Ponte Vedra, Aula Castelao de Filosofia; (1995) «Crítica do lerrouxista Discurso de la República, de García Trevijano como contributo para o debate sobre a revisão do Constituição do Reino da Espanha» in A Trabe de Ouro. Revista galega de pensamento crítico, Compostela, tomo I/Ano VI; (2000) «Continuidade do modelo linguístico legislativo da II República no da actual Monarquia parlamentar» in Estudos dedicados a Ricardo Carvalho Calero, compilados por José Luis Rodríguez, tomo I, Parlamento de Galicia/Universidade de Santiago de Compostela; (2001) «O nacionalismo na era da globalização» in Enclave. Revista Galega de Política e Pensamento, Compostela, num. 8; (2003) «A recíproca conveniência de a Galiza e Portugal levar a termo algum tipo de unificação política e, no mínimo, a plena unidade lingüística (www.lusografia.org).

(*) Fotografia: www.lusografia.org.

Ler mais ...
Assinar este feed RSS

Membros Numerários

Cristóvão Angueira, José Ângelo (1965)

Cristóvão Angueira, José Ângelo (1965)

02 junho, 2011 | Hits:6701

José Ângelo Cristóvão Angueira É o primeiro secretário da Comissão Executiva da Academia Galega da Língua Portugues...

Vidal Bouzon, Álvaro Jaime (1968)

Vidal Bouzon, Álvaro Jaime (1968)

03 junho, 2011 | Hits:6043

Nasceu em Irijoa (Crunha). É Licenciado em Filologia Hispânica pela Universidade de Santiago de Compostela, Diplomado em...

Rodrigues Fernandes, Jose Ramão (1955)

Rodrigues Fernandes, Jose Ramão (1955)

03 junho, 2011 | Hits:6235

José Ramão Rodrigues Fernandes Nasceu no concelho do Incio (Lugo-Galiza), no lugar de Penaxubeira. Estudou eletróni...

Nozeda Ruitinha, Mário Afonso (1953)

Nozeda Ruitinha, Mário Afonso (1953)

02 junho, 2011 | Hits:5413

Mário Afonso Nozeda Ruitinha Nasce em Ourense. É professor Ensino Primário desde 1977; atualmente, no CEIP A Torre-...

Alonso Estraviz, Isaac (1935)

Alonso Estraviz, Isaac (1935)

01 junho, 2011 | Hits:6089

 Isaac Alonso Estraviz (*) É o primeiro vice presidente da Academia Galega da Língua Portuguesa, membro da Comissã...

Evans Pim, Joám (1983)

Evans Pim, Joám (1983)

02 junho, 2011 | Hits:7626

Joám Evans Pim  É editor e membro do Conselho de Redação do Boletim da AGLP. Nascido na Crunha, seguiu estudos de ...

Brea Hernández, Ângelo José (1968)

Brea Hernández, Ângelo José (1968)

01 junho, 2011 | Hits:5798

Ângelo José Brea Hernández Nasceu em Santiago de Compostela. Licenciado em Filologia Hispânica pela Universidade de...

Soutelo, Rudesindo (1952)

Soutelo, Rudesindo (1952)

03 junho, 2011 | Hits:6549

Rudesindo Soutelo Nasceu em Valdrães-Tui (Galiza). Estudou nos Conservatórios de Vigo, Madrid e Schaffhausen (Suiça...

Vásquez Freire, Xavier (1976)

Vásquez Freire, Xavier (1976)

03 junho, 2011 | Hits:6551

Xavier Vásquez Freire Nasceu na Crunha. Tem cursado estudos de Filologia Galega na Universidade da Crunha, além ter...

Vásquez Corredoira, Fernando (1965)

Vásquez Corredoira, Fernando (1965)

03 junho, 2011 | Hits:6058

Fernando Vásquez Corredoira Nasceu na Crunha. Licenciou-se em Filologia Galego-Portuguesa na Universidade da Crunha...

Montero Santalha, José-Martinho (1947)

Montero Santalha, José-Martinho (1947)

02 junho, 2011 | Hits:5974

José-Martinho Montero Santalha É o primeiro presidente da Academia Galega da Língua Portuguesa, membro da Comissão ...

Patronato da Fundação Academia Galega da Língua Portuguesa

11 agosto, 2020 | Hits:3022

Alonso Estraviz, Isaac (1935) Álvarez Cáccamo Celso (1958) Barbosa Álvares, José Manuel (1963) Brea Hernández, Ângelo Jo...

Casteleiro Lopes, Pedro Emiliano (1968)

Casteleiro Lopes, Pedro Emiliano (1968)

30 março, 2021 | Hits:2590

Pedro Casteleiro é escritor e jurista. Nasce em Ferrol (Galiza) em 1968, ainda que cedo se estabelece na cidade da Corun...

Paradelo Rodrigues, Francisco Manuel (1966)

Paradelo Rodrigues, Francisco Manuel (1966)

02 junho, 2011 | Hits:5467

Francisco Manuel Paradelo Rodrigues, "Xico" Nasceu em Ourense. Autor e dinamizador de banda desenhada, iniciou o se...

Aldrei, Iolanda (1968)

Aldrei, Iolanda (1968)

30 março, 2021 | Hits:2747

Nasceu em Santiago de Compostela no ano 1968. Desde 2013 mora no Vale do Pico Sacro. Escritora e professora, é licenciad...

Vilhar Trilho, Xavier (1943)

Vilhar Trilho, Xavier (1943)

03 junho, 2011 | Hits:6108

Xavier Vilhar Trilho (*) Nasceu no lugar de Bazarra, freguesia de Toba, concelho de Cée, província da Crunha. Licen...

Álvarez Cáccamo Celso (1958)

Álvarez Cáccamo Celso (1958)

01 junho, 2011 | Hits:5815

Celso Álvarez Cáccamo Natural de Vigo, formou-se academicamente na Galiza, na Catalunha e nos Estados Unidos: na Un...

Herrero Valerio, Mario (1968)

Herrero Valerio, Mario (1968)

12 junho, 2016 | Hits:4913

  CURRICULUM VITAE   Mário J. Herrero Valeiro   Corunha (02-02-1968)    ...

Rodrigues Fagim, Valentim (1971)

Rodrigues Fagim, Valentim (1971)

02 junho, 2011 | Hits:6172

 Valentim Rodrigues Fagim  Nasceu em Vigo. É licenciado em Filologia Galego-portuguesa pela Universidade de Santiag...

Vasques Souza, Ernesto (1970)

Vasques Souza, Ernesto (1970)

03 junho, 2011 | Hits:6527

Ernesto Vasques Souza  Nasceu na Crunha. Licenciado em Filologia hispânica (Subsecção de galegoportuguês) na Univer...

Teresa Moure Pereiro

Teresa Moure Pereiro

31 maio, 2017 | Hits:108

Teresa Moure Pereiro é Professora Titular de Linguística Geral na Universidade de Santiago de Compostela, a cidade ond...

Castelo Lestom, Maria José, (1977)

Castelo Lestom, Maria José, (1977)

17 fevereiro, 2023 | Hits:619

FORMAÇÃO USC 1995-2000Curso em Ciencias Políticas e da Administração, naespecialidade de Relações Internacionais.   U...

Durão Rodrigues, Carlos (1943)

Durão Rodrigues, Carlos (1943)

02 junho, 2011 | Hits:6160

Carlos Durão Rodrigues Nasceu em Madrid, de família galega com tradição emigrante (Brasil, Catalunha, Cuba, Venezu...

Rei Samartim, Isabel (1973)

Rei Samartim, Isabel (1973)

02 junho, 2011 | Hits:6542

 Isabel Rei Samartim Nasceu na Estrada. Titulou-se em 1995 no Conservatório Superior de Música, da Crunha, acabando...

Gil Hernández, António (1941)

Gil Hernández, António (1941)

02 junho, 2011 | Hits:6102

António Gil Hernández É membro da Comissão de Lexicologia e Lexicografia, e diretor do Boletim da AGLP no Conselho ...

Rousia, Concha (1962)

Rousia, Concha (1962)

03 junho, 2011 | Hits:6265

Concha Rousia É vice-secretária da Comissão Executiva da Academia Galega da Língua Portuguesa, do Conselho de Redaç...

Magalhães, Joana, (1982)

Magalhães, Joana, (1982)

17 fevereiro, 2023 | Hits:603

Joana Magalhães (Espinho, 1982), é Investigadora de Pós-Doutoramento no Grupo de Investigação em Reumatologia, Instituto...

Trilho, Joám (1942)

Trilho, Joám (1942)

03 junho, 2011 | Hits:6372

Joám Trilho Nasce no município de Negreira, Crunha. Estudou no Seminário de Santiago; Canto Gregoriano, Musicologia...

Paz Rodrigues, José (1950) ♱

Paz Rodrigues, José (1950) ♱

02 junho, 2011 | Hits:6713

José Paz Rodrigues (♱) Professor de EGB (em excedência desde 1971), Licenciado em Pedagogia e Graduado pela Univers...

Martins Estévez, Higino (1941) ♱

Martins Estévez, Higino (1941) ♱

02 junho, 2011 | Hits:6983

Higino Martins Estévez (♱) Nasceu em Buenos Aires de pais galegos. Viveu oito meses na Galiza do ano 1947. Como adv...

Barbosa Álvares, José Manuel (1963)

Barbosa Álvares, José Manuel (1963)

01 junho, 2011 | Hits:7298

José Manuel Barbosa Álvares Nado em Ourense, é Diplomado em Professorado de Ensino Geral Básico pela Escola Univers...

Reimunde Norenha, Ramom (1949)

Reimunde Norenha, Ramom (1949)

02 junho, 2011 | Hits:6004

 Ramom Reimunde Norenha Nasceu na paróquia de São Martinho de Mondonhedo, no concelho de Foz, na Marinha de Lugo, e...

Seoane Dovigo, Maria (1972)

Seoane Dovigo, Maria (1972)

12 junho, 2016 | Hits:5018

  Maria Seoane Dovigo nasceu na Corunha em 1972. É licenciada em Filologia Hispânica pela Universidade da Coru...

Veiguela Martins, Crisanto (1959)

Veiguela Martins, Crisanto (1959)

03 junho, 2011 | Hits:6378

Crisanto Veiguela Martins Nasce em 1959 na vila da Veiga de Riba d’Eu, sob administração asturiana. Em Compostela c...

Gonçales Blasco, Luís (1941)

Gonçales Blasco, Luís (1941)

02 junho, 2011 | Hits:5284

Luís Gonçales Blasco, "Foz" Nado em Foz (1941), já desde a adolescência se interessa na identidade e na literatura ...

Figueroa Panisse, Adela Clorinda, (1948)

Figueroa Panisse, Adela Clorinda, (1948)

15 fevereiro, 2023 | Hits:654

Adela Figueroa Panisse, nascida em Lugo, viveu em Pontevedra, onde desenvolveu a maior parte do seu labor profissional (...

×

Sign up to keep in touch!

Be the first to hear about special offers and exclusive deals from TechNews and our partners.

Check out our Privacy Policy & Terms of use
You can unsubscribe from email list at any time